Marcos Pereira

(Indústria, Comércio e Serviços) – o presidente nacional do PRB é o novo titular da pasta da Indústria, Comércio e Serviços.

Advogado com especialização em Processo Penal, 44 anos de idade, natural de Linhares (ES), ele é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus. Foi diretor e vice-presidente da Rede Record de Televisão, sendo apontado como um dos responsáveis pelo redirecionamento da programação da empresa e pelo aumento dos índices de audiência.

Além da TV, Marcos Pereira foi sócio da LM, uma empresa de consultoria e auditoria em contabilidade. Ele deixou a sociedade em 2013.

Em maio de 2011, assumiu a presidência nacional do PRB. Seu primeiro grande feito à frente da agremiação foi a filiação de Celso Russomanno, que teve excelente desempenho eleitoral na disputa pela prefeitura de São Paulo em 2012.

É autor do livro “O uso da informação como notícia do crime ambiental”, que tem prefácio do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). Pereira integra também a Comissão Especial de Direito Empresarial do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Marcos Pereira estabeleceu um “programa de metas” visando o crescimento do PRB. Assim, em 2014, o partido saltou de oito para 21 deputados federais. Agora, o objetivo é triplicar o número de prefeitos e vereadores no pleito de outubro próximo e conquistar algumas capitais.

Cabe lembrar que o PRB fazia parte da base de sustentação do governo Dilma Rousseff e comandou o ministério do Esporte, com o deputado federal George Hilton (PRB/MG). O partido votou em peso pela continuidade do processo contra a presidente afastada.

Fica claro que Marcos Pereira é uma pessoa de grandes ambições e sua nomeação para a pasta de Indústria, Comércio e Serviços representa mais um passo na sua escalada pessoal.

A princípio, ele comandaria o ministério de Ciência e Tecnologia, mas as imediatas e duras reações das comunidades científicas e acadêmicas inviabilizaram a proposta original. Um dos argumentos dos cientistas é o de que a igreja da qual Marcos Pereira faz parte defende a tese do criacionismo. Para evitar maiores polêmicas, o presidente em exercício Michel Temer nomeou o líder do PRB para uma pasta com menor potencial de danos.

Não há, até o momento, nenhuma ação em curso contra Marcos Pereira. Seu nome também não apareceu na Operação Lava-Jato da Polícia Federal.

Comments are closed.