Categoria: Política

Análise Política

Brasília e o Brasil na semana

. A pandemia atingiu seu ponto mais elevado no Brasil, que superou os 260 mil óbitos decorrentes da COVID-19. Os sistemas de saúde estão à beira do colapso e governadores tentam retomar a fase vermelha. Especialistas já temem que o país se torne um “celeiro” de mutações, dificultando ainda mais o combate à doença. O…
leia mais

A Faria Lima baterá panela?

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) continua flertando com o perigo. O “episódio” Petrobras, com uma intervenção que causou forte perda no valor da empresa e gerou incertezas quanto ao futuro, deixou claros os limites do viés liberal do governo. Para piorar, o PIB caiu 4,1% em 2020, de acordo com o IBGE, o maior…
leia mais

Crise no Ministério da Saúde – Pazuello sob múltipla pressão

Um dos principais protagonistas da cena política atual, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, vê a cada dia aumentar a pressão sobre sua administração. Apesar de tudo e em meio ao avanço da pandemia, ele segue à frente da pasta. Até quando? Talvez a síntese da “gestão Pazuello” tenha sido a troca de vacinas…
leia mais

Ministro da Economia Paulo Guedes, versão 2021

“Nós vamos abrir a economia, nós vamos simplificar impostos, nós vamos privatizar” (Paulo Guedes, cerimônia de posse, 2 de janeiro de 2019) Passados dois anos, muitas ilusões foram perdidas. Hoje, o titular da pasta vê questionada sua condição de czar da economia e, pior, perde apoio no mercado e no mundo político. Em 2021, são…
leia mais

Brasil: depois do carnaval

Foto: Ivanildo Machado Encerrado o feriado de carnaval - período que a História lembrará como “o festejo da pandemia”, com as ruas vazias -, o país retoma a rotina. O mundo da política, do judiciário, da economia e da saúde pública, porém, esteve em ebulição nos últimos dias. Diferentes fatos reforçam a percepção de que…
leia mais

O destino de Jair Bolsonaro

Nas próximas semanas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tomará uma decisão de grande importância para a segunda metade de seu mandato e também para suas pretensões eleitorais - ele definirá a legenda a qual se filiará. O “passe” presidencial está valorizado e, consequentemente, é grande a disputa entre as agremiações de centro-direita para tê-lo…
leia mais

Crise no Planalto: Ninguém escreve ao general

É de conhecimento geral que as relações entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seu vice, o general reformado Hamilton Mourão (PRTB), andam estremecidas. Até há pouco, o assunto era tratado com discrição pelo Planalto, mas eventos recentes escancaram a situação. O mal-estar veio definitivamente a público durante reunião ministerial, que reuniu 22 dos…
leia mais

Sucessão Presidencial: o sinuoso roteiro dos partidos

O processo de reacomodação das forças políticas visando as eleições de 2022, ora em curso, tem impacto direto sobre os partidos. As lideranças buscam espaço para que suas legendas tenham protagonismo na disputa do próximo ano. Essa movimentação está apenas no início. A mobilidade dos partidos abarca todo o espectro ideológico do país. À esquerda,…
leia mais

Sucessão no Congresso Nacional: o dia seguinte

Definidas as novas Mesas Diretoras do Congresso Nacional, faz-se necessário um olhar sobre os próximos movimentos do mundo político. É inegável que a vitória do Centrão dá fôlego para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas a distribuição de postos estratégicos nas duas Casas, os debates em torno da agenda legislativa e a reacomodação partidária…
leia mais

Senado Federal: implicações políticas da eleição de Rodrigo Pacheco

A exemplo do ocorrido na Câmara dos Deputados, não houve surpresas na disputa pela presidência do Senado Federal. O favorito, Rodrigo Pacheco (DEM/MG), apoiado por Davi Alcolumbre (DEM/AP) e contando com a simpatia do Planalto, recebeu 57 votos. Sua oponente, Simone Tebet (MDB/MS), em candidatura avulsa, teve 21 votos. Em primeiro lugar, salta aos olhos…
leia mais