Sarney Filho

(Meio Ambiente) – o deputado federal Sarney Filho (PV/MA) é o titular do ministério do Meio Ambiente.

Filho do ex-presidente José Sarney e irmão da ex-governadora Roseana Sarney, Zequinha, como é conhecido, é quem mantém hoje o nome da família na vida pública. Advogado, 58 anos de idade, ele retorna à pasta que comandou durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, entre 1999 e 2002.

Parlamentar experiente, foi deputado estadual no Maranhão por uma legislatura e, a seguir, elegeu-se deputado federal por nove vezes seguidas. Pertenceu ao PDS, ao PFL e, desde 2005, milita nas fileiras do PV. Na Câmara dos Deputados, é o presidente da Frente Parlamentar Ambientalista, causa que abraçou na década de noventa.

Os muitos mandatos de Zequinha levaram-no a integrar quase todas as comissões permanentes da Casa. Também foi o relator da CPI do Tráfico de Animais e Plantas Silvestres e da Biopirataria, em 2003. O parecer final foi elogiado por seus pares.

Zequinha é conhecido por sua posição de antagonismo com o agronegócio e, por conta disso, esperam-se duros embates dele com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Na discussão do Código Ambiental, por exemplo, o novo ministro bateu de frente com a bancada ruralista.

Seu primeiro ato no comando da pasta, por sinal, foi sobrevoar a região de Mariana (MG), que foi duramente afetada pelo rompimento da barragem da Samarco Mineração, naquele que pode ser considerado o maior desastre ambiental da história brasileira. Zequinha coordenou a Comissão Externa da Câmara que apurou o ocorrido.

Seus desafetos e adversários políticos, que não são poucos, apresentam três críticas principais ao novo ministro: uma certa postura antipática e arrogante, incoerência em seu posicionamento político (um ambientalista que, ao mesmo tempo, integra a frente parlamentar contra o aborto) e, por último, carregar o sobrenome Sarney.

O fato é que Zequinha, hoje, é um dos maiores especialistas na questão ambiental no país e sua nomeação para o ministério indica que o presidente em exercício Michel Temer tem preocupação com o setor. Para o presidente há outros dois trunfos na nomeação do deputado – inclui o PV entre os aliados e fica em boa situação com José Sarney, que ainda tem grande influência no PMDB.

Em agosto de 2015, na CPI da Petrobras da Câmara dos Deputados, Zequinha defendeu sua irmã, Roseana, das acusações feitas pelo ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa de que ela teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava-Jato. O novo ministro já foi investigado pelo Ministério Público por usar sua cota de passagens aéreas para viajar ao exterior com mulher e filho.

Comments are closed.